Principais Causas do Ganho de Peso nas Mulheres

As mulheres tem mais dificuldade para perder peso? Mito ou Verdade? Descubra agora lendo este artigo!

Emagrecer é uma meta de muitas pessoas hoje em dia. Fala-se muito sobre a mudança de hábitos alimentares, a prática de atividades físicas e a redução do estresse. No entanto, existem muitos outros fatores que influenciam no ganho e na redução de peso.

Infelizmente, por questões principalmente relacionadas aos hormônios, as mulheres têm uma dificuldade maior na hora de tentar emagrecer. Estas mudanças hormonais não acontecem somente durante um período do mês, como se está acostumado, elas também ocorrem ao longo da vida, dividindo-se em vários ciclos hormonais.

É preciso se conhecer bem estes ciclos e as mudanças que acontecem naturalmente no corpo feminino, e entender que, para cada período, deveremos ter uma adaptação da alimentação e também das atividades praticadas. Vamos abordar aqui um pouco sobre as principais mudanças no corpo das mulheres ao longo da vida e como podemos evitar o excesso de peso e ter um emagrecimento saudável.

Como funcionam os ciclos hormonais femininos?

A medicina já tem demonstrado em diversos estudos que o corpo feminino muda muito após os 35 anos, principalmente na questão relacionada ao acúmulo de gordura. Isto significa que se você é mais jovem do que isto, ainda pode ter resultados excelentes de boa forma se houver dedicação suficiente.

Para as mulheres mais velhas, não precisa haver desespero, pois apesar de ser biologicamente mais difícil reduzir peso e gordura, a tecnologia tem ajudado muito na busca por melhores resultados.

As mulheres possuem mais gordura do que os homens e isto é determinado pela genética. Áreas como quadris, coxas e bumbum naturalmente se apresentam com mais gordura, e, de uma certa maneira, também esta é a responsável pelas belas curvas femininas.

Existem basicamente quatro períodos hormonais femininos ao longo da vida:

Primeira mestruação até a primeira gravidez

Com a primeira mestruação, que ocorre devido à maior liberação do hormônio estrogênio, há um aumento da gordura em diversas regiões do corpo e também trazendo mudanças emocionais.

Neste primeiro período, há um aumento das células de gordura na região inferior do corpo, preparando-o para ter energia durante uma possível gravidez. O metabolismo feminino nesta fase é bastante ativo, sendo mais fácil se estar em forma, construindo músculos e reduzindo gordura do que em outros momentos.

Basicamente as mulheres que estão neste grupo devem já iniciar um controle da alimentação e iniciar uma atividade física que ajude no desenvolvimento muscular, fazendo com que o percentual de gordura se reduza e ajudando nos períodos seguintes onde haverá maior dificuldade de se ter resultados.

Período fértil

Neste período, principalmente após a primeira gravidez, há uma redução natural do ritmo do metabolismo. Além de tudo, normalmente esta fase feminina coincide com o período de maior atividade da mulher, que está focada na sua vida profissional e também na construção familiar.

Se você não aproveitou o primeiro período para se cuidar e para construir músculos, sugiro que se organize para cuidar de si mesma agora, pois a partir deste momento, ficará muito mais difícil ter resultados.

A atividade física aqui passa a ser fundamental para ajudar na ativação do metabolismo e o controle da alimentação, principalmente com aumento da quantidade de proteínas, irá influenciar no desenvolvimento muscular e na redução de gordura corporal.

Menopausa

Esta é uma fase bastante complicada para muitas mulheres. Há uma mudança brusca na produção hormonal, causando desconfortos como mudanças repentinas de temperatura corporal, descontrole mestrual e há um aumento de peso, quase que inevitável, principalmente na região abdominal.

Além disso, após os 40 anos de idade, a mulher perde em torno de 250 g de músculo por ano. O que significa que se você não praticou atividade física até agora, irá ter um aumento considerável das medidas em função da flacidez e do excesso de gordura.

A atividade física e a alimentação saudável aqui neste período devem estar focadas em ajudar a reduzir os sintomas das mudanças hormonais e a ajudar na manutenção da massa magra construída até aqui.

Infelizmente, as mulheres desta fase precisarão de muito mais disciplina e persistência, mas principalmente paciência na busca por resultados melhores.

Pós-menopausa

Esta é a última fase hormonal durante a vida de uma mulher. Já ouvi muitas delas dizerem que esta é a melhor de todas as fases, pois todas aquelas mudanças drásticas emocionais não fazem mais parte deste período.

Em função da redução dos níveis de estrogênio, há um aumento maior de medidas na região abdominal, mas também há menos ansiedade, menos mudanças de humor, e, muitas vezes, haverá mais tempo para se dedicar a si mesma.

Com o aumento da gordura na região superior, que é uma gordura considerada tóxica, a mulher deve redobrar os cuidados com a alimentação devido ao maior risco de doenças como infarto, derrame e vários tipos de câncer.
Além disso, deve-se agregar uma atividade física que ajude na manutenção dos níveis de massa muscular, da resistência cardiovascular e também ajudando na saúde de ossos e do cérebro, evitando doenças degenerativas.

Conclusão

No caso das mulheres, não basta apenas pensar na dieta e na prática de atividades, é preciso entender as mudanças biológicas e naturais do corpo feminino, ajudando na busca por soluções que estejam de acordo com seu período e que também lhe ajudem na redução de peso e gordura corporal.

Continue conosco nos próximos artigos e deixe aqui seus comentários ou dúvidas. Até mais.